Sexta-feira, 27 de Março de 2009

Rumo incerto

 

 

Suave brisa, sopra leve
na manhã do meu dormir.
Suavemente me eleva, na
busca de te sentir!
Da janela o sol brilha,
a clara luz que me ofusca,
a ausência de ti, me obriga,
a partir em tua busca.
O norte eu perdi,
o meu rumo é incerto,
nada encontro porém,
nem longe nem perto!
Regresso ao refúgio,
da minha alma triste,
pergunto à solidão,
porque tu partiste!

 

 

Porque e vida é vivida em circulos e por vezes passamos outra vez no ponto de onde havíamos partido...

sinto-me: completamente perdida.
Lá, lá, ri, lá...: Missing - Evanescense
pisado por Dona das Chaves às 21:57
rasto do post | pisa aqui... | adicionar a seus pés...

.algo mais

.pegadas recentes

. Caminhos...

. Odeio...

. Rumo incerto

. Desejos

. Essência

. A teia da noite!

. Voar!

. Foge sapo... se te apanho...

. Sorriso

. Beijo

. Descalça...

. Sem luar

. Inicio

.pegadas anteriores

. Maio 2009

. Março 2009

. Setembro 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

.tags

. todas as tags

.pegadas que marcaram

. A teia da noite!

.pesquisar

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
21
23

24
25
26
27
28
29
30

31


blogs SAPO

.subscrever feeds